27 de março de 2007

pesadelo com Shin Chan

O Shin Chan já me fez rir tanto que eu não consigo entender por que deixou de dar. Talvez por ser do género Ren & Stimpy, com demasiadas piadas para adultos. Eu fiquei absolutamente fã dos desenhos "mal desenhados", da mãe histérica, do guerreiro mascarado, do robot psicótico e, claro, da dança do tutuzinho. Os textos eram do melhor, as saídas do Shin, geniais. Eu chorava de rir mal ele punha o dedito no ar e gritava Mamacita!
Lembrei-me ontem do Shin Chan, ao ver num filme um carrossel demoníaco, daqueles que devem ter restos de vómito nos assentos. Tudo culpa da Cilu e do meu amor por ela.


Era Setembro, não sei de que ano. A Cilu fazia anos e estava chorosa. Ao fim do dia, toda a população de Viana City estava concentrada em Ponte de Lima, nas Feiras Novas. A Cilu meteu-se no carro comigo e perguntou onde íamos, ao que eu respondi às Feiras Novas e ela começou a chorar. Chorou por saber que eu estava a fazer um sacrifício por ela, de me meter no meio daquela gente toda, bêbedos e muita muita confusão que odeio. Mal sabia ela que viria aí o maior sacrifício que alguma vez fiz por ela, na vida.
Como eu tenho claustrofobia, nem se pôs a possibilidade de irmos para aquelas ruas estreitas em que a multidão se arrasta como um rebanho e leva tudo na frente. Então fomos para o lado dos velhos, isto é, para a zona dos carrosséis, farturas e barracas de jogos. Decidi ir atirar dardos aos balões e como tenho boa pontaria, ganhei o prémio. Podíamos escolher qualquer boneco e como estávamos indecisas entre o Shrek e o Shin Chan, eu escolhi o segundo (um boneco horroroso).
De seguida fomos aos carrosséis e a Cilu começou a pedinchar-me para que fossemos andar numa barbaridade de coisa que é um comboio montado em cima de uns carris em forma de V. Esse comboio sobe sobe sobe para trás a uma altura de uns 20 metros e depois desce e sobe e desce e sobe até parar. É óbvio que eu NUNCA andaria naquela coisa. Mas a Cilu pediu tanto... Eu a contorcer-me e ela com o Shin na mão, as pessoas a olhar e o carrossel a mexer-se ao longe. "Anda só ver, Nat, só ver." E eu vi. Vi uma, duas, três vezes e gritava só de ver. Eu tenho este dom de sentir vertigens por mim e pelos outros.
A Cilu pediu pediu e eu achei que seria justo ir com ela, já que ela tinha vindo para o lado velho da festa por minha causa. Simplesmente o pavor paralisava-me. Até que comecei a tremer e aí percebi que ela já me tinha conseguido convencer.
Fomos. Ela ria e eu lamentava-me apavorada. Sentámo-nos no meio da coisa e aquilo começou a subir. Subiu subiu e eu (que tenho medo de cair de um escadote), comecei a ver Viana ao longe e a minha vida a andar para trás, literalmente. Pensei pronto, já subiu tudo mas a coisa não parava de subir e às tantas eu já via Espanha e França. Comecei a praguejar e a Cilu só se ria, com o Shin no colo. De repente a coisa abranda e despenca violentamente carril abaixo. Eu não consegui soltar um ui até aquilo subir até ao outro lado do V e voltar para trás. E aí sim:
"CILA-A-A-A-A-A-A!!!! EU MATO-T-T-T-TE!!! EU MATUUUUUUUUU!!! CILAAAAAAAAAAAAAAAAAH!!! SEGURA A CRIANÇA CILAAAAAAAAA-A-A-A-A-A!"
Toda a gente na porcaria do carrossel estava divertida. A Cilu ria-se descontroladamente com a cabeça a abanar e o boneco de boca aberta. Eu só gritava, histérica a imaginar o Shin a ser projectado para o rio Lima. " SEGURA A CRIANÇA-A-A-A-A!!!"
Quando saímos do carrossel dos infernos eu não conseguia andar. Toda a gente olhava para a louca-que-gritava-daquela-maneira, já só a gemer e para a sua amiga que a amparava, de criança ao colo. "Cilu. Podes pedir-me um rim. Um pulmão. Podes pedir-me o que quiseres. Hoje eu fiz o maior sacrifício do mundo, por ti. Nada será pior do que isto. - Obrigada, Nat! - De nada... de nada."

7 comentários:

Anónimo disse...

Ela conseguiu aquilo que eu nunca consegui...mas tb nunca te obrigaria a tal pois sei o sofrimento que seria para ti... Beijocas godas e até logo Nhocas

nothing disse...

:)
Bem, não consigo deixar de sorrir... mas também fiquei com friozinho na barriga só com a ideia...

Beijinhos,
nat/nothing

Elsa disse...

Um verdadeiro horror portanto :)

Anónimo disse...

ai como te compreendo
nao sei se alguma VEZ TERIA A TUA CORAGEM MESMO POR MUITO AMOR......

teeeeeeiiiiia
nunca me respondes:(:(:(:(

nat disse...

Teeeeeeia!!!! Não respondo porque acho que as pessoas não voltam a ver o mesmo post! Desculpa!
Este episódio do carrossel demoníaco, no dia seguinte já me parecia cómico (aliás, quando eu gritava à Cila para agarrar o Shin já me queria rir) mas hoje é de me levar às lágrimas :D

"JESSIQUINHA" disse...

coitada de ti!!! por acaso...mas mesmo...assim...so por acaso...tiveste muita coragem! olha se fosse eu NUNCA la punha os pés...muito menos sequer aproximar-me! =) (sou tao medricas n sou? lol)

*bjinhu*

"JESSIQUINHA" disse...

AH! EU TAMBÉM GOXTO D VER O CHIN CHAN!!! (ERA SO PA SABERES...LOL)

*BJINHU*