20 de março de 2007

ódio

Depois dos posts da felicidade, vem ódio. Os meus ódios viscerais. Tudo porque estou aqui na casa dos meus pais, que tem tvcabo e acabo de ver o resumo da biografia de um toureiro espanhol, no canal das biografias. A imagem que melhor o ilustra: enfiar uma espada por um touro adentro, que ainda se enche de forças para desatar aos saltos de dor. Estou tentada a ir lá a baixo, pegar num facalhão, enfiá-lo pelo cachaço da Mimi abaixo e sentir-me biografável.
Uma vez, no café, estava eu com a Cilu a projectar o Barco dos Sonhos (onde os animais vão para o céu, pescam estrelas e brincam com nuvens), quando uma rapariga pede para se mudar de canal para a tourada (era a reabertura do Campo Pequeno). Ficámos logo enjoadinhas e eu, desde esse dia não posso ver a miúda. É que Viana City é muito pequena e todos nos conhecemos. O touro não sofre! Garanto-te que não dói! Garanto-te que não dói! Dizia ela a um amigo. Eu não sei o que me segurou ali calada. Não foi vergonha. Acho que foi respeito por ela, pena de a envergonhar diante dos amigos pouco entendidos de tourada, com o que tinha debaixo da língua para lhe dizer. Pois digo agora.

Odeio:
  • Tourada. Mais do que lutas de cães, de galos, mais do que rodeios, circos e jardins zoológicos. Gostava que todos os toureiros sentissem por uma vez apenas, o que os touros sentem.
  • O supermercado ao Domingo, repleto de famílias inteiras que vêm com a roupa da missa passear com o bebé e a avó bigoduda. Odeio ter de lá ir.
  • Má-educação. Fico colérica quando alguém não diz olá, por favor ou obrigado.
  • Funcionários-mal-encarados-tipo-a-da-segurança-social- -que-disse-foda-se-duas-vezes-diante-de-mim.
  • Agentes da autoridade que abusam da autoridade que têm.
  • Pessoas que furam filas. Além de furarem filas, desconhecem o poder das minhas super-pragas-imaginárias.
  • Pessoas que deitam lixo para o chão. Pessoas que deitam o cigarro para fora da janela do carro.
  • O Marcelo Rebelo de Sousa. Nunca mais o pude ver. Nunca mais. Nunca mais. Assim não.

6 comentários:

Elsa disse...

Também acho a tourada bárbara e degradante.

Aliás, partilho da tua repulsa pelas demais coisas da tua lista, talvez com excepção do Marcelo.
Mas isso deve ser porque não tenho televisão :)

Anónimo disse...

Boa! Partilho de absolutamente todos os teus ódios de estimação (MRS included).

Bjs,

Ana M.

nat disse...

Obrigada pela vossa compreensão :)
Assim sinto-me bem melhor. Achei que poderia parecer "azeda" com esta lista de ódios...
Ana voltaste! Que saudades***

Karla disse...

Já não sei como vim aqui ter, mas achava que era só eu que tinha ganho um ódio de estimação ao MRS :)

Maglor disse...

Posso mesmo partilhar aqui a minha experiência incrivel com condutores fumadores...
Muitas vezes estou de mota e vejo esses infelizes a atirarem com as beatas pela janela , (sim porque os carros hoje em dia não têm cinzeiros), sem terem o minimo de cuidado com quem está atrás... Acontece que há dias em que não consigo mesmo tolerar tais comportamentos imbecis. Sou uma pessoa muita nervosa perante tais injustiças. Acontece que estava eu num daqueles "dias", e apanho com uma beata ainda acesa mesmo na viseira do meu capacete. Agora pergunto, sem contar o que fiz na altura, o que fariam voçês?? humm?

Kelly disse...

assino por baixo...
E posso juntar mais alguns? Tipo - beatas a vaguear pela casa e falarem mal de meio mundo? LOL