18 de janeiro de 2008

o pecado tem cor: castanho escuro

Se eu tiver de escaldar a língua, escaldar mesmo, ao ponto de sentir as papilas gustativas inchadas durante dois dias... que seja com café, se faz favor. Que é para valer a pena.
Um dia disseram-me que o café sem açúcar "é que é". Decidi experimentar. Fui reduzindo e cheguei a isto. O doce amargo do café. E não sou suspeita porque já se sabe que açúcar é comigo. O café - cheio, para mim - sem açúcar é mesmo muito melhor do que antes. E se for para empurrar um chocolatinho-ou-derivado, é o paraíso.

Para mim que sou parvinha, só um expresso por dia. Eu se tomar dois cafés fico com o coração aos pulos, depois acho que tenho maus pressentimentos e depois fico angustiada.

9 comentários:

Fernanda disse...

O verdadeiro sabor do café!

(Aprendi a tomar amargo por conta de uma amiga de faculdade que não usava açúcar e dos muitos trabalhos que fizemos juntas tendo que passar a noite acordadas para finalizá-los. Então, não havia outro jeito: café amargo. Acostumei.)

Elsa disse...

Eu também adorava café, mas também me deixava o coração aos saltos.

Por isso, há uns anos desintoxiquei-me.

Durante umas semanas, quando passava junto de um café, mesmo do outro lado da rua, sentia o cheiro do dito.

Provavelmente seria da minha cabeça, mas pelo menos aí cheirava-me.

Lou* disse...

O meu pecado castanho escuro chama-se chocolate. E é bem docinho.
Amargo o chá. Ou então o café com um chocolate a adoçar cada golada. Sim, porque café não é comigo.
Com o cheiro, acordo. Com o primeiro, coração aos saltos. Com o segundo, eufórica. O terceiro já não digo coisa com coisa. E no quarto dá-me um ataque cardíaco...
E com isto vou beber o meu cappucino :)

bijus da Margarida disse...

não podia concordar mais, aliás a minha sobremesa foi chocolate, quase quase uma tablete de 100g (se o meu marido não "acode" com um "e a minha parte..." ia todinha) e uma bela chavena de café, feito em casa, sim que eu bebo café de qualquer maneira...

SóSaias disse...

Eu adoro café, não me quero separar dele nunca na vida. E também gosto sem açúcar. Aí é que se acorda à séria :)

Li*Azevedo disse...

chocolate sim!
café não!
não consigo gostar...

Neftos disse...

café sempre sem açúcar. agora chocolate tem de ter leite :( não consigo gostar do amargo.

rutinha disse...

gosto do café com açucar e com docinho, com tudo o q tenho direito ;) bjs

Lavínea disse...

Adoro ler seus posts sempre. E desta vez me identifiquei.
Sou apaixonada por café (com açúcar) e, durante algum tempo, não podia tomar à noite senão levava horas até dormir.
Com o tempo, acho que me viciei tanto, que isso não acontece mais.
Mas o prazer que me dá a qualquer hora é inigualável. Realmente, se é para queimar a língua, que seja com café.
Beijos