21 de janeiro de 2008

aqui ao lado

A minha vizinha dona P é velhinha e fala muito. Quando lhe pergunto como está o marido, ela fala dele e de tudo. Fala enquanto puder e tiver quem a ouvir. Ouço-a ali no corredor do prédio e ela fala fala fala e eu rio-me.
À noite a dona P tosse sem querer e eu ouço-a aqui ao lado. Tosse tosse tosse. E eu sinto pena.

3 comentários:

Li*Azevedo disse...

não gosto nada de ver "velhinhos" sofrer...

Analog Girl disse...

Há tempos estava eu no café do costume e apareceu à porta um velhinho muito velho, que entreabriu a porta de vidro com dificuldade e procurou o dono do café, que já o conhecia. Vinha pedir-lhe a já costumeira ajuda para levantar a mulher, que tinha caído novamente.
Partiu-se-me o coração.

sapatinhos de verniz disse...

Não sei qual o grau de intimidade que tens com os teus vizinhos... já ponderaste fazer-lhes reiki...?!
Se não tiveres abertura da parte deles, podes sempre meditar (se conseguires com esse teu espirito tão enérgico) e concentrares-te na cura deles, no bem estar deles...
É bom o mundo ainda ter pessoas com um coração tão grande como o teu!
Abraço!