14 de outubro de 2009

juro que a intenção é a melhor

É verdade que em Lisboa não se diz palavrões como cá em cima? Tipo... entre amigos? Em casa ou no café, quando se está à vontade? Por favor alguém de Lisboa me esclareça.
É verdade que um "filho da puta" em Lisboa pode chocar os mais susceptíveis? E um "foda-se caralho" quando a pessoa se queima ou entala um dedo ou vê a conta da luz? Não é costume?...
Então o que é que se diz?
Diacho?

Estou fod... estou lixada.

12 comentários:

pontos disse...

Oi,
pois, aqui em baixo também se dizem asneiras, mas não tanto como aí em cima. Tenho família no norte e realmente por aí usam-se mais palavrões. Mas quando nos entalamos ou vemos a conta, o que sai é igual!
Beijocas,
Tânia

Sónia disse...

ahahahah

O Nat vens passar uns dias lá a casa e ves como se fala!! Agora andamos mais controlados por causa da miuda!! Mas mesmo assim há dias muito "nortenhos"!

alice disse...

eu juro que fiquei chocada quando em Lisboa, e a almoçar num sítio estilo "tasca" cheio de velhotes a discutir o futebol da televisão, a pior palavra que ouvi foi "magano". :D :D

Eu e o Nuno só nos ríamos à mesa com os "safados" e "malandros" que iam saindo, ao invés dos habituais palavrões a que já nos habituamos por aqui.


A título de gozo, no outro dia dizia a um amigo meu que se me tentassem assaltar em Lisboa, com aquele sotaquezinho maricas e a ausência da rudeza a que estou habituada nas pessoas cá do Norte, o mais certo era desatar a rir e mandá-lo à... Enfim, tu sabes. :D

Rutinha disse...

;) pois não se diz não...

Anis disse...

É verdade que não o dizemos com tanta frequência, pelo menos falo por mim, mas quando é dito é com muita, mas mesmo muita gana! "Carago"!
Em relação a chamar nomes ás mãezinhas pricipalmente a mãezinhas de homens eles ficam muito, mesmo muito ofendidos! Eah!
Agora se estás... lixada desabafa rapariga á vontade que nós cá em baixo não levamos a mal! Divirto-me muito passar por aqui!
Beijinhos

Faz de Conta disse...

Heheh... é verdade que por aqui não é tão usual o uso dos palavrões como aí... muito menos em público. Se bem que entre as camadas mais jovens já se vão ouvindo umas relíquias bem nortenhas!!!!

Bjos :o)

Kella disse...

Pois, parece que não. Mas acho que não tem só a ver com a geografia...

Analog Girl disse...

Bem, meia família é do Minho, por isso a minha experiência não é lá muito imparcial. mas na rua, realmente não se ouve tanto, e se se ouve, choca sempre um bocadinho...
Por opção não digo muitos palavrões, mas um "foda-se" bem aplicado por vezes é tão necessário...

Marta Mourão disse...

Bem, digamos que esse tipo de sotaque nortenho só aparece em certas ocasiões!
Mas é verdade: acho que cá em Lisboa não se dizem tantas asneiras.
Também já morei no Porto e a sensação que tenho é que por lá tb não se dizem tantas asneiras. Acho que é mais do Porto para cima (tenho raízes transmontanas e minhotas).

Sofia B. disse...

Aqui não é tão habitual, de facto.
A minha palavra preferida é Merda. Foda-se digo mais ao jeito do douh do Homer Simpson... AHAHAH
beijocas

CACAU disse...

Pois é...por aqui não se dizem muitos! Acho que o "pior" é mesmo "merda", que muitas vezes é substituído por "ou que chatice". Já em Ourém dizem mais "porra" ou "gaita"!

cube disse...

Vivo no Porto há um ano (alfacinha de gema) e o que me choca mais não é a quantidade mas a leveza com que se diz, seja qual for o teor da conversa. E claro a pronúncia torna, a meu ver, as palavras mais pesadas. :)