1 de setembro de 2008

o escafandro e a borboleta

Ontem vi este filme. Dei comigo lavada em lágrimas. Não me ocorre pior condição que esta de se viver aprisionado dentro do próprio corpo. Saber que a história é verídica, assim como o são as dos doentes de quem os meus amigos enfermeiros cuidam, só me faz sentir vergonha dos meus pequenos dramas, das minhas dores, dos meus medos. Este é um filme a não perder, assim como o Mar Adentro.

4 comentários:

Li*Azevedo disse...

humm... parece-me bastante perturbador.
mas se é verídico vou gostar de certeza.

inesn disse...

aconselho-te o livro...

Anónimo disse...

Também adorei esse filme - sabia que ias gostar. É muito dramático, sim, mas também tem momentos cómicos (a Virgem de Lurdes, lembras-te? :D). A cena pior para mim foi a do encerramento da vista. :( Mas é um grande filme. Enaltece a natureza humana, sem entrar em eufemismos.

Tu tás boa?

Beijos grandes!

Ana Montalvão

Oficinas RANHA disse...

Eu também aconselho o livro.
Beijinhos da Ana Cristina