26 de abril de 2008

as nossas alianças são brincos

Somos um casal moderno que não casou mas vive casado. Aliança no dedo, ele usou no primeiro casamento e eu, acho horrível, especialmente nestas mãos de artesã em que nenhuma unha é igual à outra e há sempre um restinho de tinta. Usamos brincos iguais nas orelhas. O meu caiu-me há dias (por falar nisso vou ali pô-lo). Ele usa no lóbulo da esquerda e eu uso na cartilagem da direita. Estávamos na casa de banho e ele disse:
- O meu patrão disse que há clientes que não gostam de brincos.
E eu, antes mesmo de pensar no que ia dizer:
- O teu patrão não sabe que estamos num país livre? Se os clientes não gostam de brincos, que não usem!

Porra.

PS
Devo dizer que recentemente fui atendida na Fnac por um funcionário de braços todos tatuados. Educado, competente (bonito até!!!) e tatuado até aos pulsos. Pensei que a mentalidadezinha portuguesinha deu um passinho em frente no dia em que se deu emprego a um homem assim. Mas só deito foguetes quando for atendida por um bancário tatuado... ou pior, sem gravata!!!

15 comentários:

Oficinas RANHA disse...

Sim, isso de ser obrigatório vestir que nem pinto de aviário, (igual aos do lado, as muleres de sias, os homens de grvata) terá que acabar um dia...
Beijinhos da Ana Cristina

Alecrim disse...

Eu também costumo dizer isso: "O meu marido não gosta de mini-saias" "Ele que não use, ninguém é obrigado a usar o que não gosta!" :))

andie disse...

Ora nem mais!
Concordo perfeitamente, quem não gosta não usa e pronto!
A liberdade de uns termina onde a dos outros começa!
Não tenho vindo aqui, pois estava sem Pc, teve no estaleiro...
Tava cheia de saudades!!!!
Jinhos!

natA disse...

:)

ainda existem muitas mentalidades pequeninas, pequeninas!

Beijinho

Sofia disse...

ó qui lindo, as nossas alianças são justamente tatuagens :) fizemos quando fomos viver juntos, dp, por pressões, acabámos por casar oficialmente, se não fosse ter ganho uns padrinhos espectaculares, preferia pensar que esse dia nem aconteceu!!
...
qd trabalhava nas Amoreiras, eu e uma amiga minha, costumavamos dizer que havia uma visita de estudo no centro comercial, tal era o amontoado de homens de fato cinzento, vestem sempre a mesma roupa, igual todos os dias, iguais uns aos outros. Quase que dava vontade de perguntar de que escola eram... hahaha
beijocas Natachinha

Joaniska disse...

Concordo plenamente!!

Qualquer dia somos atendidos por um bancario de chinelo no pe e de calcao..hehehe estou a brincar

deviamos era de ligar a educacao que as pessoas tem no atendimento e nao ao que tem vestido!

beijocas

Sónia disse...

Nat, eu sou uma bancaria tatuada!! Não estou no atendimento, mas olha que os há e muitos!!! Ok, as tatus estão normalmente escondidas, mas enfim....já é um principio!!

on satage disse...

Na Fnac do NorteShopping, certo?
É que pelo menos lá, trabalha um rapaz com as mesmas características!
E é do que mais aprecio na Fnac... para além dos livros, Músicas, etc, o pessoal que lá trabalha não parecem fotocópias uns dos outros, todos vestidos de igual e bem apromados para passar a imagem clean de staff "qualificado"... Com tatuagens, piercings, rastas e muito mais... A Fnac parece perceber que cada pessoa tem a sua individualidade e que isso é sempre uma vantagem e não um prejuizo para a empresa!!!

Fabiana disse...

Que legal! Vcs são realmente pessoas espetaculares.
Ü

Hamleikah disse...

Sim a mim também já me deram a entender que os meus piercings (nas orelhas e muitas vezes tapados pelo cabelo!!!) poderiam ser agressivos para pessoas com "certas" mentalidades...ao que eu respondi que a minha competência ultrapassava o meu aspecto...ficou por ai...e ainda estou a trabalhar no mesmo sítio!
E mais! Quando as pessoas querem ser atendidas por mim e não sabem o meu nome...pedem a menina dos brinquinhos!!!!
Fico feliz!!! E com vontade de dizer às outras pessoas, aquelas com "aquela" mentalidade: "EMBRULHA!"

sucast disse...

:)

morfose disse...

Ah, o preconceito...
Vivi quase sempre em Londres e habituei-me a ver bancários tatuados e/ou com brincos everywhere.
Cheguei a Portugal e percebi que se julgam as pessoas pela aparência física. Foi um choque, confesso.
Depois cresci e fui aprendendo a conviver com isso. Não o aceito nem permito que o ensinem aos meus filhos, mas aprendi a saber conviver com isso.

Para mim, ser preconceituoso é sinónimo de preguiça mental.

Gostei do blog. Parabéns.

Fabiana Amorim disse...

;)

Muito bom!

vania disse...

olá meninas sou de matosinhos e nao é k por acaso estes dias fui atendida por 1 menina toda gira com 1 bruta minisaia e com a perna tatuada.para alem do bom atendimento adorei perceber k ate nos bancos ja se começam a mudar mentalidades, mas bancarios sem gravata é k...

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

Trabalho no Banco do Brasil e tenho uma tatoo grande até, de sas nas costas e não me atrapanha em nada! Não faço questão de usar blusas cobrindo ela, nenhum cliente reclamou até agora e os gerentes também - graças a Deus!!

Acho que o mundo está evoluindo e aceitando as diferenças! Tão bom ver isso, né!

Amei a idéia das alianças-brinco! Muito original!!