11 de outubro de 2008

só mais um post sobre autocarros

Eu calada. O motorista e uma senhora na conversa, sobre um outro motorista que já não trabalhava ali. Eu calada a ouvir, claro.

- O senhor D era um grande profissional. Era muito calmo.
- Pois era, era uma pessoa muito calma.
- Estava sempre calmo e transmitia essa calma aos passageiros.
- Sim, ele era muito calmo e isso a mim, que sou muito acelerado, faz-me confusão. Aquela calma.
- Mas ele estava sempre calmo, mesmo que por dentro estivesse ansioso, parecia muito calmo.
- Sim, ele... não era stressado.
- Era calmo.
- Sim, era muito calmo.
- BASTA! Puorrrrrrrrrrrrra!!! (isto era eu em pensamento, que já tinha perdido a minha calma há que séculos)

4 comentários:

Oficinas RANHA disse...

ehehheheheheh
Se não têm mais nada pra dizer podiam calar-se, não??
Ana Cristina

sapatinhos de verniz disse...

Adoro quando partilhas connosco esses momentos hilariantes!
E a forma como descreves, é a ilustração cinematográfica perfeita das situações!

LU disse...

Só mais um comentário sobre autocarros:
Hoje lembrei destes posts quando vi o motorista daquele autocarro pequeno descer, dar a volta e entrar na porta da frente para pegar no braço de um velhinho invisual e acompanhá-lo até a recepção da clínica de cardiologia. Só quando o sr. estava em segurança é que o motorista voltou para o seu lugar e seguiu caminho, com toda a gente à espera, paciente e solidariamente, mesmo que tenham se atrasado 3 minutos. Hoje o mundo foi perfeito!

APO (Bem-Trapilho) disse...

sim, ou isso ou adormecias com tanta "calma"!!! :)