14 de novembro de 2007

outra

À porta da escola onde a minha mãe dá aulas, as folhas caem como neve. Tantas tantas. Esta não pude guardar, que assim que a máquina disparou, veio o vento e ela juntou-se a dezenas e dezenas de outras que me encheram as medidas. Cena de filme.

1 comentário:

Li*Azevedo disse...

qq dia vou experimentar essa sensação... despois conto-te se foi tão boa como a tua ;)
parece-me fantástico!!

***