23 de agosto de 2008

este post é dedicado a todos os que não acreditam que eu sou mesmo um doce



Só para quem não me conhece pessoalmente, eu sou aquela verdinha que escorrega na risca amarela do arco-íris. Acredite quem quiser.

9 comentários:

Alecrim disse...

:))

Quem te contou essa história do inferno?

Alecrim disse...

Dorme bem, sim?

*****

nat disse...

Doce Alecrim :)*
Não tivesse eu já sido atacada às custas do tofu, e talvez hoje demorasse a adormecer. Mas qual quê. Durmo a noite toda e vejo o Nelson Évora a triplo-saltar em direcção a mim!
Dorme bem também.
Beijinhos

Inês disse...

Natacha:

Quem lê o teu blog com alguma regularidade, como eu (que nunca comento nada), consegue aperceber-se sem muito esforço que és, no âmago, boa pessoa. Não precisas de nos mostrar que és um pequeno pónei feliz, genuíno, voador nas tuas ideias.

És, de facto, uma excelente artista: com coração e mão. :)
Nem sempre concordei contigo, ao longo dos teus posts, nomeadamente na polémiquíssima questão do aborto. Eu própria também escrevi e comentei em variadíssimos sítios a minha revolta (sobre esse tema), o meu "ódiozinho" por quem não estivesse do meu lado, por quem não considerava que um embrião de 12 semanas era, já, vida. Isto para te dizer que todos nós temos liberdade para nos exprimirmos, em blogs, em conversas pessoais, nos jornais, onde for. Desde que sejamos educados e minimamente sensatos nas nossas palavras (como tu o és). A questão é que quem fala, se exprime, se liberta, sofre um efeito BOOMERANG, que é o efeito de retorno das nossas palavras. Quem diz o que quer ouve, muitas vezes, o que não quer.

Como pessoa diferente que és, terás de te habituar mais, a meu ver, a esse efeito pois durante a nossa vida existem sempre pessoas contra nós e que não concordam connosco, criando dessa discórdia quase uma relação de "arqui-inimigos".

Não te apoquentes, és boa pessoa sim (transpareces pelo que escreves) e quem não deve não teme, não é?
Concordo que quem fuma é responsável pelas beatas que deixa, sendo que elas são LIXO e devem ser colocadas no devido local.
Adoro que gostes tantos de desenhos animados e te identifiques com eles, pois eu também sou assim. Exactamente assim. :) Tenho 24 anos e adorava, também, viver no mundo de desenhos animados (dos anos 80!)... um mundo puro, bom, genuíno, onde todos se dão bem e os maus.. não são tão maus assim.

Dorme bem.

nat disse...

Obrigada Inês. Concordo totalmente contigo em relação à liberdade de expressão. Acho mesmo que é assim e sei muito bem que se quisesse sossego devia muitas vezes estar caladinha. Aliás o blog dá imenso jeito para desabafar sobre qualquer coisa que me incomode. Não podia ser mais democrático! Quem quiser discordar, discorda e tem toda a liberdade para o fazer, desde que não comece com insultos, pode fazer testamentos aqui, que eu gosto imenso de os ler. E quem não estiver para ler as barbaridades que eu disser, sai do blog e não volta mais.

O que me impressiona aqui é a ideia que algumas pessoas têm de que eu ando a vender a imagem de boazinha, sensivelzinha, tolerante, santa!!! Que acreditam de facto que eu acho que não tenho defeitos (chega a ser hilariante) e que estou coberta de razão, tentando escrever aqui verdades absolutas. Sinto que há aqui quem me leve demasiado a sério e por isso me interprete muito mal. Eu dou simplesmente a minha opinião. Tenho de o dizer? Avisar "Leitores, por favor compreendam que o que se segue é somente a minha opinião e não pretendo impô-la a ninguém. Atenção que eu posso sair-me com uma ironia qualquer! Mas não é por mal, sou só parva."

Isto dos póneis é mais uma ironia. Não é que eu não gostasse de ser um! Se também devoraste desenhos animados dos anos 80 sabes bem que estou a falar a sério, agora. Eu queria mesmo ser um pequeno pónei mas olha, não sou. Sou uma simples pessoa que por sinal até tem alguns defeitos (ai a ironia...). Mas não tenho de o provar a ninguém.

Beijinhos :)

Li*Azevedo disse...

poça lá para os(as) chatos(as) que teimam em ser mesmo chatinhos...

pessoalmente não te conheço, mas já ouvi falar muito [bem =)] de ti e também já "te" li muito... por isso tenho a certeza que não és assim tão má pessoa ;)

***
esquece os chatinhos... escreve para nós, as(os) que adoramos ver mais um post novo teu!! e... quem não quiser, que não leia.
;)

AnaBond disse...

tu és mesmo um doce.
e claro que tens defeitos... é por isso que és tão especial. ninguém há-de gostar de uma pessoa perfeitinha. e sabes pq? porque não existe.

és uma GRANDE GAJA, MALUCA, 'TOLHA' (dito à Inês), com um coração ENOOOORMEEEE e eu bato em quem disser o contrário.

olha que com este corpinho, vai lá vai :P
tolha.

AnaBond disse...

ups... que fui eu fazer.

li o teu post no bloglines. comentei logo sem ler mais nada.

e agora fui ler os comentários do post anterior.
ok, não retiro nada do que disse aqui, acho tudo verdade, já estive contigo e tudo.

há sempre gente que nos vai julgar pelo que lê nos nossos blogs, pelo que vê através de um vidro, que nos ouve 10 minutos por telefone.
e eu já te lendo há que tempos e mesmo te tendo aprisionado lá por casa por uns 4 dias e abandonado por lá também, sei que não te conheço minimamente. qualquer pessoa com 2 dedos de testa sabe isso.

mas há sempre quem insiste em achar que nos conhece por meia dúzia de linhas. há sempre aquele que se pica com um post de um blog que não o nosso. quando o blog é da pessoa.
e tu nem imaginas o que isso me irrita.

continuo a achar que tens um grande coração, que és muito tolerante (afinal ofereci-te uma enorme iguaria logo no primeiro dia, coisa digna de uma vegetariana), mas muito divertida e nada maluca (não podes é revelar as piadas dos bebés).

é tão triste esta gente.
e pronto. toma lá mais um bocadinho para o teu ego e a tua auto-estima e para continuares a seres um doce... que és.
e eu gosto de ti, mesmo que não concorde com tudo o que dizes e fazes.

(ps - só mais uma coisinha... muitos cafés e restaurantes andam a pregar umas caixinhas à porta para os fumadores lá apagarem e meterem a merda da beata e não a apagarem no chão. ao nível dos olhos, quase... só não vê quem não quer.
e não estamos apenas a falar de coisas feias no chão. estamos a falar de poluição e o mal que andamos a fazer ao nosso planeta. e se isso é ser idealista, pensem que isso implica a nossa saúde, condições de vida, etc e tal e só uma pessoa mesmo muito estúpida é que não percebe isso)

AnaBond disse...

desculpa lá qualquer coisinha.

e toma lá mais um comentário porque eu até gosto de ti... assim um bocadinho e tal.