26 de outubro de 2007

espécies

Um dos "defeitos de fabrico" dos optimistas é não perder a esperança. Eu tenho esperança na Humanidade, acredito que temos remédio. Nada é mais eficaz do que deixar o futuro nas mãos das crianças. E eu sei que faço a minha parte, quanto a isso.

Uma vez ouvi num documentário, talvez as palavras mais sábias que alguém disse sobre o respeito pela mãe Terra. Escrevi-as e enviei-as à minha prima (ainda as tens Rité?) mas perdi o papel tão precioso. A essência ficou-me na mente e no coração. Um homem que viveu muito tempo a observar animais nos seus ambientes naturais, disse que nós, humanos, precisamos de reeducar o nosso olhar perante as outras espécies. Sem comparações nem julgamentos, sem olhar a tamanhos, formas ou raças. Sem "mais inteligentes", "mais capazes" ou "mais fortes". Simplesmente animais. Todos juntos a lutar por sobreviver, no mesmo planeta.

Na foto: um desenho feito por encomenda para uma das minhas amigas do Flickr. Espero que ela goste.

9 comentários:

Anónimo disse...

Eu amo.

Li*Azevedo disse...

lindo de morrer...
... as always =)

Inês disse...

lindo lindo!
adorava tê-lo lá em casa!
(qualquer dia faço-te uma encomendazinha ;)

Tereclopes disse...

Lindíssimo, mais palavras para quê ...

m.r.p disse...

Lindo... as palavras... o desenho...

sobral disse...

É isso!
Quando olhamos os animais, a natureza e uns aos outros com naturalidade, de igual para igual, tudo parece fazer muito mais sentido!
E descobrimos coisas que temos dentro de nós, até então camufladas pelo corre corre do dia-a-dia!
Coisas fantásticas, que nos fazem abrandar, apreciar e entrar no fluxo da energia... da vida!
Abraço e bom fim-de-semana!

Rita disse...

Primi... em busca do postal perdido!!!

Van Dog disse...

shuac para esse burro!

rosinha_dos_limoes disse...

As tuas palavras sobre observar os animais fizeram-me lembrar disto que vi há uns tempos ...
http://www.raisingsmallsouls.com/
(clica na caixinha lilás que diz "Animal School")