4 de fevereiro de 2013

quase

Não sei quantas horas depois, tanto e tanto palavrão meu deus (quando um holandês pragueja que se farta e cem por cento das vezes é em português do norte, há que desconfiar que exite nesta casa uma gaja malcriadona), o ficheiro do livro seguiu mais uma vez para imprimir. Aquela gente da gráfica já deve estar pelos cabelos comigo. Enfim, seguiu, pagarei adiantado metade do que lhes devo e resta-me esperar. Esperar pela prova que há-de chegar por correio. Esperar que esteja tudo bem, que fique como imaginei, que depois venham os primeiros cinquenta, que os venda depressa, que eu adoro trabalhar no café mas às vezes só sonho ter o meu próprio negócio. Estou muito feliz. Está quase...




6 comentários:

Edien disse...

Tá quase...
:) bjs

Analog Girl disse...

Reserva-me uma cópia. ;)

Joana Teixeira disse...

Reserva um para mim please!

Natasha disse...

Parabéns!
Fico desejosa de ver o livro e oferecê-lo ao meu filhote :)

Ricardo Rodrigues disse...

Que novidade boa! beijos

draaninhas disse...

Natacha,

Quero um para mim!

Bjs