30 de janeiro de 2013

ele

Eu acho que tenho bom feitio, mas nos dias (como hoje) em que estou com o toco, apercebo-me que bom feitio tem o holandês com quem eu vivo. Uma vez embebedei-me com chardonnay, sozinha aqui em casa, pus-me a ouvir fadinhos que me lembram de Alfama e quando ele chegou agarrei-me a ele a chorar. "Gosto tanto de ti. Gosto tanto de ti."

*suspiro*

2 comentários:

pontos disse...

És um espectáculo! :)

Sofia B. disse...

Nat, o que seria de nós sem as pessoas que gostam de nós?
beijos mil