9 de fevereiro de 2009

um dia abriram-se-me os olhos

Foi há pouco tempo.
Eu dizia que tinha mau feitio. Que sou teimosa - sou; que sou obstinada - sou; que de mau humor ninguém me queira por perto - sim; que levo muito a mal a indelicadeza em geral - ui; que detesto receber ordens - de tes to; que sou muito exigente - também. Mas isso, ao contrário do que eu pensava, não é garantia de mau feitio.
Um dia abriram-se-me os olhos. Eu não tenho mau feitio. Salva pelo meu optimismo, pela capacidade de engolir uns sapinhos para que não haja barulho, pela pouca expectativa em relação a quase tudo. Um dia observei feitios tão mas tão piores que o meu.
Um dia abriram-se-me os olhos. Não é que eu tenha bom feitio. Mas mau também não é.

5 comentários:

Sofia disse...

Eu também já cheguei a essa conclusão sobre mim, pela simples razão de que não sou mal intencionada!!
Recentemente conheci pessoas que se dão ao trabalho de passar a maior parte do dia a imaginar maneiras de prejudicar os outros, isso sim, é mau feitio.

Oficinas RANHA disse...

Eheheheh... eu também me sinto um pouco assim... com mau feitio, mas a olhar em volta e a achar que existem outros tão piores... e depois penso: mesmo aqueles que nós achamos os melhores que conhecemos, não serão maus feitios para alguém?!
Beijinhos grandes, Rita

Li*Azevedo disse...

todos somos um bocadinho mau feitio ;) mas de certeza que há bem pior!!
Nat, pelo que me pareceu... não és nada mau feitio =)

***

sapatinhos de verniz disse...

Não te conheço pessoalmente, mas parece difícil de acreditar que com o teu fantástico sentido de humor, tenhas mau feitio...
Abraço

Mafalda disse...

hehheeheheh... há uma grande diferença entre ter mau feitio e ser "Maria vai com as outras".
As pessoas as vezes confundem isso e depois quem tem mau feitio somos nós! ;)