7 de setembro de 2009

estimada senhora minha mãe:

Venho por este meio informá-la de que o plano que tinha como objectivo destruir o sistema digestivo da sua própria filha foi concluído com sucesso.

Sim, a sua filha regou diariamente o pimenteiro bebé;
Sim, a sua filha viu o pimenteiro crescer, após litros e litros de água cuidadosamente colhida enquanto o seu banho aquecia;
Sim, o pimenteiro deu flores e a sua filha comoveu-se;
Sim, as abelhas acasalaram com o pimenteiro e ele deixou de ser virgem;
Sim, o pimenteiro deu lindos pimentinhos, que a sua filha viu crescer e continuou a regar dia após dia, litro após litro;
Sim, a sua filha decidiu, há momentos, comer os pimentinhos salteados em azeite e temperados com alho e sal;
Sim, a sua filha deu uma dentadinha em cada um dos pimentinhos, incrédula e lavada em lágrimas, à medida que os seus lábios e boca e língua e esófago pegavam fogo;
Sim, a sua filha tossiu desesperada e disse caralhinho várias vezes, sem ser no diminutivo e agora escreveu um palavrão no seu rico bloguezinho;
Sim, a sua filha não suporta neste momento a textura da própria saliva;
Sim, a sua filha empanturrou-se de pão para apagar o fogo;
Sim, a sua filha está saciada e por isso não vai aí jantar consigo.

Estamos entendidas, dona agricultora biológica? Acho bem.

10 comentários:

zezinha disse...

Querida, chulei, chulei, chulei... de riso!
Por solidariedade também vou provar alguns que trouxe há bocado da nossa horta. Deixo uns que não piquem para ti, ok?
Mil beijos apimentados, tua mimi.

Luisa disse...

Aprendido num restaurante indiano: o remédio para neutralizar o picante é comer manteiga ou outra gordura. Às vezes leite também ajuda.

Sónia disse...

lol!! lol!! lol!!
Desculpa, mas nem imaginas o que me ri deste teu post!

Mas foi um riso solidário :)Solidário, porque também eu já fiz o mesmo... A diferença é que o confundi com um tomate! A minha desculpa é que era muito miúda ( naquela idade em que ainda nem sabia dizer palavrões :) )
E foi de lascar!! Por isso te compreendo tão bem!

Anónimo disse...

Tu é que não sabias, mas era um castigo por dizeres asneiras! E como disseste muitas, ao comê-lo, a boca continuou em fogo! As mães são terríveis, inventam cada castigo!
Bora comer bolo de chocolate?
*
sandra, V.C.

Sara disse...

E como és persistente, deste uma dentadinha em cada um, lol.
Tens um prémio lá no meu cantinho.
Beijinhos

Li* disse...

ahahaha!
adorei =)
só tu para alegrares o meu coraçãozinho enquanto aguarda apertadinho apertadinho o regresso do seu mais-que-tudo!!

adoro-te querida
**

Sofia disse...

gargalhei aqui neste escritório do inferno :D
beijocas

mimiko disse...

És demais! Anda cá a casa que eu faço-te uma papinha macia, pode ser nestum? :) Muitos beijos

Van Dog disse...

:)

bi disse...

Uf!!!Uma vez até a unha (por dentro ) que serviu para cortar um piri-piri cru, me andou dois dias a arder!!!! :-))))