19 de março de 2009

ovos

Há dias encontrei uns ovos de galinhas criadas ao ar livre mais baratos do que os que costumo comprar. Comentei isso com a minha mãe e o meu pai teve um ataque de riso. O meu pai não imagina de onde vêm os ovos que come. Eu, muitas vezes e por cobardia, tento não imaginar. Mas em casa posso garantir que as galinhas que eu exploro para me lambusar com uma mousse de chocolate viram a luz do dia e foram tratadas com respeito. E isso alivia-me um bocadinho.
Os ovos que encontrei são da Casa do Aido.

5 comentários:

Tulaunia disse...

Fazes muitissimo bem, os ovos que como são da única galinha da minha mãe e que tem um pátio enorme para esgravatar :)

mimiko disse...

Toda gente sabe que os ovos nascem em caixinhas nos super-mercados! E que principalmente servem para fazer doces! :)

Li*Azevedo disse...

ai como eu gostava de só papar ovinhos de galinhas felizes...

Sónia disse...

Os meus ovos são (na maior parte dos casos) de galinhas alentejanas que picam tudo por onde passam! Andam pelas terras à solta!

LU disse...

Quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha?
Graças essa festa para o Darwin descobri que quem nasceu primeiro foi o ovo, a galinha veio depois. Isso resolve um dilema da minha vida, hehehe. Já posso dormir descansada.