26 de junho de 2008

o cogumelo venenoso e suicida

Pronto, hoje sentei-me finalmente em frente ao computador. O último post foi uma descarga de ódio que muito me aliviou. Obrigada por todos os comentários de parabéns e de força para suportar aquilo que tinha em cima da cabeça.

De facto não sei se os cabeleireiros são um problema mas, meus amigos, os prepotentes são. E como em todas as profissões, há cabeleireiros prepotentes (embora eu continue a achar que ser surdo é requisito para se ser cabeleireiro). Aquela que me fez aquilo, não sei se estaria num dia não, não sei se é de ser a dona, não sei se tinha razão, mas: NÃO ME INTERESSA. Transformou-me num cogumelo que bloga e, acho que se soubesse que eu sou um cogumelo-que-bloga-venenoso, não arriscaria como arriscou ver aqui o nome e morada do seu salão.

Adiante.
Estou em Lisboa. Vim pintar e ver o Jack. Está um calor que não se puóde. O meu sotaque minhoto esbate-se com o passar dos dias.
Marquei um corte de cabelo salva-vidas no WIP-Hairport, um salão já famoso e pelos melhores motivos. Um salão na baixa de Lisboa, onde eu me perdi a bem perder, ao fim de um dia de trabalho. O corte estava marcado para as oito da noite e eu, como sempre, antecipei-me para chegar cedo e dar calmamente com o sítio. Quando saí da estação do metro, abriu-se um novo mundo diante dos meus olhinhos de menina da aldeia. Tanta gente. Tanta agitação e tudo a pé, e cores e casas lindas e os eléctricos, meu deus os eléctricos que lindos quero andar de eléctrico por favor! Desejei muito viver ali.
Super confiante e com meia hora para procurar a Rua da Bica, passeei calmamente na direcção contrária. Quando vi aquilo que me parecia ser o Rossio, desconfiei que se calhar estaria perdida. Socorreram-me polícias, seguranças de lojas, um casal gay, o dono dum café e mais uma série de gente de quem devo estar a esquecer-me, pois nos momentos seguintes entrei no modo pânico-oh-meu-deus-são-oito-menos-dez-f*d*-se! Foi então que liguei para o cabeleireiro e fui salva pela simpática Inês, que em poucos minutos me explicou como lá chegar(!).
Lá cheguei, encharcada em suor e com as belas rosetas de minhota (felizmente sem buço). Eram oito horas e às oito horas a minha cabeleireira estava à minha espera. Perfeito.
Sentou-me na cadeira e perguntou-me o que queria. Eu não me atrevi a dizer a palavra cogumelo, apesar de ela ecoar na minha cabeça, pois a cabeleireira tinha um corte de cabelo igual ao meu, embora nela não ficasse redondo nem ridículo. Ficava mesmo bem. Contei-lhe do meu drama e tentei explicar-me com gestos e com estas minhas descrições absurdas o que queria. Foi então que ela foi buscar um catálogo cheio de fotografias de cortes de cabelo, sentou-se ao meu lado duma maneira que me lembrou da minha mãe e começou a folhear. Depois duma conversa em que eu fui ouvida e compreendida (sim! ouvida e compreendida!), chegámos a acordo e pude então ir lavar o cabelo. E foi aí que eu ganhei o dia. Caí na única cadeira de lavar o cabelo confortável do mundo! Do MONDÓ! Chegou um anjinho que me disse olá e assim que me tocou eu morri e fui para o céu. Quando achei que pentearem-me o cabelo enquanto o amaciador faz efeito era a segunda melhor coisa do mundo, a menina começou uma massagem erotico-crânio-encefálica. E uns bons minutos depois, eu, que nem sabia que o couro cabeludo podia ter orgasmos, levantei-me daquela cadeira com muita dificuldade, para finalmente cortar o cabelo.

Lembrei-me dos tempos da faculdade e dos meus colegas de escultura. A Birgit esculpiu o meu cabelo, centímetro a centímetro. Cuidadosamente e sem desviar os olhos do que estava a fazer. E no fim, eu estava mesmo como queria e vim para casa mesmo muito contente.

Só por uma vez antes desta é que fui tratada assim por um cabeleireiro. Foi no Anjos Urbanos, no Porto. Eu sempre achei que fazia todo o sentido o cabeleireiro ver e manusear o cabelo seco, antes de o cortar, mas também sempre achei que não devia armar-me em espertinha com alguém que tem tesouras e navalhas nos bolsos e que pode transformar-nos em cogumelo. Mas pronto, o tormento acabou e agora vou ver o Jack Johnson. Biba!

27 comentários:

Mãe da malta disse...

mostra! mostra! :)

1gota disse...

Vá lá... Ainda existe uma réstia de esperança neste mundo! :)

E já estou como a mãe da malta: oh mooooosssstraaaa!
:*

hpinto disse...

Eu já vi e está linda!!!
E contado ao vivo, da maneira expressiva e engraçada que todos nós percebemos pelas palavras dela mas AINDA MAIS é demais!

Embora eu continue a dizer: quanto a mim tu és tão gira e engraçada que acho que tudo te fica bem!!!

Beijocas grandes e espero que o concerto tenha correspondido às espectativas :o*

Neftos disse...

há cinco anos descobri o wip e nunca mais confiei o meu cabelo a mais ninguém. e aquela cadeira é mesmo a única cadeira confortável, já para não falar das massagens (que tu descreveste tão bem).
e de certeza que estás bonita!

sapatinhos de verniz disse...

E então?!
Para quando a fotografia do novo 'look'?
Vá lá, mostra...

Kella disse...

Não é justo...alimentas a humilde curiosidade desta moça aqui e nem mostras...vá, lá!!!

Anis disse...

Uma boa viagem e uma boa estadia por estas bandas, ando Há um tempo para ir a esse cabeleireiro, desta vez é que é convençeste-me, fico feliz por te teres visto livre do cogumelo maldito beijinhos!

Costinhas disse...

Pronto... não vim a tempo de comentar o anterior, mas acho que me convenceste a ir conhecer este. Ando há duas semanas para ir cortar o cabelo e estou constantemente a adiar.

Diz-me só uma coisa, eles também fazem cortes de cabelo "normais" não fazem?!

(entenda-se por normal os que não são totalmente assimétricos e coloridos como os deles :p)

Sofia disse...

Natacha,
adoro os mêmês, os outros animais e a fada/bailarina.
Espero que Jack Johnson tenha arrasado e que a tua viagem de volta a Biana corra bem.
Beijocas e volta sempre!! hahaha

on satage disse...

Vá lá...
Mostra lá o resultado!

hpinto disse...

Eu também adoro as paredes!!!
Acho que a partir de agora vou visitar a Sofia mais vezes!!!
Ou acho que vou ter de fazer uma pintura no meu quarto (já que a minha filha diz que não quer!!! DAH!!!)
;o)

Sari disse...

Nat adorei o teu cabelo!
Está fantástico!
Bjinho grande e espero que tenhas feito uma boa viagem.

Sónia disse...

E fotos do antes e depois??!?!?!

Essa das massagens.........dá vontade de ir JÁ cortar o cabelo!!

Sari disse...

Nat adorei o teu cabelo!
Está fantástico!
Bjinho grande e espero que tenhas feito uma boa viagem.

natA disse...

falam falam... e depois não mostram fotografias... depois ficamos por aqui a imaginar... :)

Ainda bem que o cogumelo já foi!

Beijinhos

Rita Quintela disse...

Ufa!

e olha, quando for a Lisboa, lá irei, claro

AnaBond disse...

consigo mesmo imaginar-te a dizer 'do MONDÓ'!!!

ahahhaha
doida.
nã.... mentirinha...
(toda a gente me cobiça o quarto, pah. tu já viste isto? e ainda por cima há quem pense que fui eu... AHAHHAHAHHAHAHHAHAHA eu!!!!)

Li*Azevedo disse...

ainda bem =)
nota-se que estás mais feliz!!!

mostra mostra... as 2 versões ;)

macati disse...

ai ke booooooom!!!! sim, navalhas e tesouras... muuuuuito cuidao...

bijus da Margarida disse...

também quero ver, pois então!!!!!

LU disse...

kkkkkkkkkkkkk
eu mal enxergo o teclado com tantas lágrimas de rir contigo! A massagem erótica-crâneo-encefálica que leva o couro cabeludo ao clímax...kkkkkkkk
E bibó Djéqui Djônsom!!!

Carla Morais disse...

Que fartote de rir!

(vá lá, venha a tal de foto, pronto!)

andie disse...

Mostra!Mostra!Mostra!
Lol!
Nos "Anjos Urbanos", aquela grávida linda que aparece é minha amiga;...ah e eram gémeos e já devem tar Graaandes!
Beijinhos!
A.

nat disse...

Oh meninas que risota! Obrigada.
Respondendo à Costinhas e a quem mais tiver a mesma curiosidade, SIM, eles fazem cortes "normais"! Ao meu lado estava uma menina a fazer um corte simples, leve e fresco. E estava muito bem disposta.
Beijos a todas!

pimenta rosa disse...

as massagens são uma delicia de boas****
mas a minha última ida lá não me correu nada bem...

O mundo ao contrário disse...

adoro as tuas historias....fazem-me sorrir!!

Sonia M. disse...

Não pude deixar de me rir com esta tua descrição, mas acho que valeu a pena a agonia, pois agora estás com um corte fantástico..bem fresquinho ;)